Viagem para Islândia

Ao redor do mundo, muitos lugares são falados diariamente pelos grandes centros de comunicação. Outros, completamente esquecidos, como a Islândia. Um país que poucos sabem como seu encanto fascina.

Conheça

A Islândia, um país pequenininho localizado entre o Atlântico Norte e o Oceano Ártico, é um dos países mais setentrionais do mundo. Essa ilha, que está a 970 quilômetros da Noruega e a 750 quilômetros da Escócia, passa muitas vezes despercebida no atlas, e não à toa muitos turistas mal conhecem seus encantos, que, por sinal, são muitos. Justamente por causa de sua localização inóspita, a Islândia é um dos lugares mais incríveis do globo terrestre, merecendo não só ser conhecida, como desbravada por qualquer turista apaixonado por natureza e pelas paisagens nórdicas.

Fazer uma viagem para a Islândia é conhecer, por exemplo, uma terra de origem vulcânica geologicamente ativa. O chamado Círculo Dourado da Islândia é uma área de 300 quilômetros no centro da Islândia que encanta qualquer turista pelos gêiseres, pelos cânions, pelos vulcões e pelas formações geológicas cada dia mais surpreendentes e incríveis. O gêiser de Strokkur é uma dessas formações, expelindo mais de 20 metros de altura de água a cada 8 ou 10 segundos, num espetáculo natural de cair o queixo. Outro local que vale a visita é a Lagoa Azul, uma lagoa natural de águas geotermais que cientistas já comprovaram ter propriedades medicinais, graças a sua composição química e a sua temperatura de nada menos que 39°C. Uma maravilha que só a Islândia poderia ter!

Não à toa, esse pequenininho país é um dos mais desenvolvidos do mundo, com um povo aberto, culto, agradável e muito tolerante. Suas cidades, hiperseguras e especialmente limpas e tranquilas, mostram que o homem conseguiu se aproveitar das paisagens icônicas do país, desde que eles atingiram a ilha no século IX depois de Cristo, num equilíbrio harmônio e balanceado ímpar. Por isso, inclua um pacote para a Islândia em sua próxima viagem para a Europa e veja, com os seus próprios olhos, como essa ilha é pequena no tamanho, mas grandiosa nas belezas e na forma de vida!


Aeroporto: Aeroporto de Reykjavík (RKV)

Capital: Reykjavík

Moeda: Coroa islandesa

Idioma: Islandês

Visto: Não é necessário

Vacinas: Nenhuma vacina é obrigatória

Código do telefone: 354

Eletricidade: 220V

Fuso horário: 3 horas a mais que o horário de Brasília

Melhor época para visitar: Entre maio e agosto

Lagoa Azul

A 45 minutos da capital, Reykjavík, fica o mais importante ponto turístico da Islândia. Trata-se de uma lagoa de águas geotermais, que fica em um campo de lava – algo bem típico desse pequeno país do norte europeu, já que ele é majoritariamente vulcânico. A temperatura varia entre 37°C e 39°C, e muitos cientistas acreditam que a água dessa lagoa faz bem para a saúde. Por conter sílica, ela retarda o envelhecimento celular. Realmente, a união perfeita entre o útil e o agradável!

Þingvellir

Localizado no sudoeste da Islândia, esse local é um dos pontos turísticos mais visitados do país, em virtude de sua importância geológica e ambiental. Ele fica bem na crista da Dorsal Mesoatlântica, uma imensa cordilheira subterrânea que se localiza no Oceano Atlântico. Dentre os destaques dessa área, que cobre mais de 9 milhões de quilômetros quadrados, há o lago Silfra, onde é possível praticar mergulho, e há ainda muitos gêiseres em constante atividade.

Strokkur

Localizado no vale do Rio Hvítá, no sudoeste islandês, esse magnífico e impressionante gêiser é um dos grandes pontos turísticos do país. Afinal, a cada 8 ou 10 minutos, aproximadamente 20 metros de água são expulsos do solo, de forte poder e ação geotermais. O resultado é um show natural que enche os olhos e surpreende qualquer turista, em virtude do movimento frenético e abrupto da água sendo expelida da terra. Pegue sua câmera e aproveite para tirar muitas fotos!

Museu da Baleia de Húsavík

Criado em 1997, esse museu, localizado na pequena cidade de Húsavík, tem como foco a ecologia das baleias. Ali, em uma área de 1600 metros quadrados, inúmeros objetos e atrações mostram como é a vida das baleias e como a Islândia tem forte relação com esse ser, através da atividade econômica chamada baleação. Um dos destaques é o gigantesco esqueleto de baleia exposto, surpreendendo pelo enorme tamanho.

Hallgrímskirkja

Essa imensa igreja, localizada em Reykjavík, se destaca por ser o maior templo religioso islandês. De orientação luterana, ela ainda tem uma arquitetura única e impressionante, atraindo turistas principalmente por causa de sua fachada que foi inspirada nas erupções de lava da geologia da Islândia. São 73 metros de altura, fazendo dela a quarta mais alta estrutura islandesa, atrás apenas de torres e transmissores.

Kaffivagninn

Que charme de restaurante! Localizado no porto, do outro lado do Museu Marítimo de Reykjavík, o Kaffivagninn se destaca pela comida islandesa de qualidade e farta, feita apenas com ingredientes frescos e locais, pescados nos mares da região. Pegue uma mesa em frente à janela para contemplar o movimento dos barcos no porto e peça, por exemplo, o sanduíche de peixe, um café (que pode ser reposto de graça) ou a fabulosa sopa de frutos do mar.

MATUR OG DRYKKUR

Já esse restaurante de Reykjavík, que fica no Museu Viking da Islândia, traz a culinária clássica sob um prisma moderno e contemporâneo. Não é a tradição pura que é servida ali, mas sim pratos autorais que reinventam sugestões típicas. Experimente, por exemplo, o menu degustação de sete etapas, que é focado em peixes e frutos do mar pescados ali mesmo, no mar de Reykjavík. Dentre os pratos, podem vir croquetes de bacalhau, sopa de halibute com maçã e uvas-passas e cabeça de bacalhau grelhada. Para bebericar, não dispense o fantástico gin com grapefruit.

Svarta Kaffid

Quer comer bem e gastar pouco? Então o seu lugar é o Svarta Kaffid, já que, com menos de 13 coroas islandesas, você consegue comer as famosas sopas com pão desse restaurante. São caldos reconfortantes servidos em uma espécie de pão italiano sem miolo. Fantástico! Para acompanhar, não dispense as fantásticas cervejas artesanais do cardápio, feitas na Islândia ou em outros países.

Kopar

Que gracinha de lugar! Situado pertinho do porto de Reykjavík, esse restaurante parece uma taberna, com parede de tijolinhos aparentes e ainda cadeiras de couro bem charmosas. Ali a culinária é internacional, por isso não se surpreenda se você encontrar de tudo um pouco, desde bifes grelhados com milho até um saborosíssimo e divino risoto de lagostas. Para acompanhar, há fantásticos vinhos, de diversos cantos do mundo.

Rub 23

Localizado na segunda maior cidade da Islândia, a pequenininha e agradável Akureyri, que fica bem no norte do país, esse restaurante serve uma mistura entre comida japonesa clássica e carnes. Ele já surpreende pela sua fachada vermelha, bem agradável, e pela ambientação que lembra uma casa, com direito a quartos e salas que fazem o frequentador se sentir em seu próprio lar. Quanto aos pratos, há fabulosos sushis, costelas de porco, bifes, carnes empanadas e outras iguarias orientais de comer rezando.

Micro Bar

Apesar do nome, esse bar pequenininho é grandioso na quantidade de cervejas disponíveis. Ele foca em rótulos islandeses, fabricados apenas por microprodutores, e dinamarqueses, logo, se você é aficionado por cervejas diferentonas, vá sem pressa e experimente cada uma das garrafas, uma mais gostosa que a outra. Há ainda a opção de degustação conjugada, em que copos pequenos vêm com doses de cervejas variadas – ideal para quem quer gastar pouco.

Skuli Craft Bar

Outro bar focado em cervejas artesanais diferentonas é o Skuli, que tem uma variedade infinita tanto de garrafas quanto de chopes. Converse com os bartenders, bastante simpáticos e solícitos, a respeito da opção que eles mais recomendam e aprenda um pouquinho sobre cada cerveja vendida. O clima ainda é muito agradável, sendo jovial e leve ao mesmo tempo.

Dillon Whiskey Bar

Esse bar de Reykjavík fica bem acima do Chuck Norris Grill, por isso, depois que você jantar ali, dá para estender a noite provando (e aprovando) alguns dos muitos uísques da casa. São uísques feitos na Islândia, além, é claro, dos scotches e dos burbons americanos. Enquanto beberica uma ou outra dose, curta o som do lugar – só rock n’roll clássico, de altíssima qualidade!

Kaffibarinn

Se você gosta da Inglaterra, você precisa conhecer esse fantástico bar, de decoração inspirada nas estações de metrô londrino. Apesar de pequeninho, ele se destaca por ter uma ótima seleção de músicas (obviamente todas inglesas), feitas para você dançar loucamente até o fim da noite. As bebidas são um pouco caras, mas valem a pena e são muito gostosas!

Fron

A cidade de Selfoss, no sul islandês, tem uma boate e um bar que são o símbolo de sua vida noturna. O Fron é um lugar animado, colorido e divertido que encanta locais e turistas por sua atmosfera alegre, onde impera a dança e onde excelentes bebidas são servidas. Dentre os destaques do bar, há o fantástico mojito, bem como cervejas geladinhas excepcionais fabricadas tanto por produtores islandeses quanto por cervejarias internacionais.

Mais detalhes sobre o destino

Moeda oficial Coroa islandesa

Língua oficial Islandes

Pacotes para Islândia

Atendimento Personalizado

Quer realizar a viagem de sua vida? Preencha o formulário abaixo e tire todas suas dúvidas com um de nossos consultores!